Publicado em Tag -Entrevistas

Israel Kennedy – Enfermeiro

 

Imagem

Área de Atuação: Enfermagem

Cidade: Aparecida do Norte -SP

 

Postura Urbana: Se pudesse definir a enfermagem em uma palavra, que palavra seria essa? 

Israel Kennedy: Ciência. Visto que, tempos atrás, a enfermagem era definida por profissionais em geral única e exclusivamente como a “Arte do Cuidar”;e apenas isto. Pois bem, a profissão evoluiu, e hoje o enfermeiro, se respalda em artigos, teses e sobretudo sobre trabalhos publicados e reconhecidos por todos os segmentos no que tange a área da saúde. A “arte do cuidar” evoluiu para a “Ciência do Cuidar”.

 

Postura Urbana: Diga um ponto positivo e um negativo de sua profissão.

Israel Kennedy: Sem titubear, o ponto positivo fica por conta do reconhecimento do cliente. O mais simples procedimento que realizamos no cliente, e que o mesmo se sente mais acolhido, confortável ou tem sua dor amenizada, mesmo nas condições que se apresentam, ainda sim procuram agradecer, seja da forma que esteja em seu alcance: uma palavra, um olhar, um aperto de mão, um sorriso, um suspiro profundo. Em contrapartida, o ponto negativo é a inversão daquilo que é positivo aos meus olhos: o descaso do governo para com o profissional Enfermeiro. Muitas são as reivindicações da nossa classe, e para não me estender muito neste ponto, citarei aqui apenas uma: “Enfermagem 30 horas já”.

 

Postura Urbana: Pra quem está começando, o que vc diria?

Israel Kennedy: Fé, força e foco: dependendo de onde for exercer, o profissional se deparará com situações insalubres, desumanas, enfrentará opiniões arcaicas e desatualizadas de profissionais “antigos” que não aceitam mudanças ( ressalto aqui que esses profissionais não são diretamente culpados, culpa é do governo ( em todas as esferas: municipais, estaduais e federal) que não capacitam e atualizam seus profissionais). Mas, isso é apenas uma das barreira a enfrentar. ” Não sejam enfermeiros, estejam Enfermeiros!!

Postura Urbana: A saúde Pública brasileira é um caos, e a Privada como anda?

Israel Kennedy: Mesmo com bons hospitais privados em nosso país, eles não estão suportando a própria demanda, motivado principalmente pela falta de profissionais qualificados, inclusive problemas com instrumentos arcaicos e desatualizados. No geral, a saúde brasileira passa por um momento crucial em que atitudes pertinentes sejam tomadas o quanto antes, pois o que se nota é que o acesso à saúde hoje no Brasil não depende mais de classe social.

Postura Urbana: Fale de seu dia a dia:

Israel Kennedy: Sou um cara muito tranquilo, de poucos amigos. Há alguns anos optei por qualidade à quantidade. Optei por pouco com sinceridade, verdade, personalidade! Gosto do meu mundo (que é dentro da minha casa), por isso não me importo com “modinhas”, com a música do momento e, principalmente com aquilo que tentam a todo custo nos impor com esse mundo consumista e capitalista ao extremo. Não saio por aí enaltecendo meus princípios e aquilo que me agrada, porém também  não questiono o dos outros. Aprendi com um velho amigo a enxergar o belo na simplicidade. Quando estou indo ou voltando do trabalho ou de qualquer outro lugar, aprendi a apreciar o sol em sua plenitude, as montanhas, pássaros… a natureza em seu todo! Festas e baladas já me consumiram muito, hoje em dia aprecio uma boa companhia, uma boa bebida no aconchego da minha casa!

 

ImagemImagemImagem

Israel o Postura Urbana agradece a entrevista, parabéns por seu trabalho. Sucesso!

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s