Publicado em Tag -Entrevistas

Renato Gomes e o Amor a ARTE!

         Renato 2        

Renato Gomes

Artista Plástico/Eco-Designer

Empreendedor Social da Criar & Criar Art Design

Cidade: São Paulo

 Postura Urbana: Conte um pouco de sua trajetória com as artes plásticas.
Renato Gomes – Acredito que eu já tenha nascido com uma veia artística muito forte. Desde pequeno adorava ouvir e cantarolar músicas e especialmente desenhar e pintar. Tanto no natal como no dia das crianças os presentes que mais me agradavam sempre eram aqueles que tinham alguma relação com a arte(lápis de cor, giz de cera, tinta guache, livros de pintura, telas etc).
Aos 16 anos descobri a pintura a óleo e acrílica e comecei a pintar quadros com muita frequência. Já nessa época mesmo ainda não sabendo o que significava, comecei um processo de “empreender” com a minha própria arte: Fazia bichinhos com bolinhas de gude e durepox e os vendia em Feiras livres e também adorava pintar peças de gesso. Também passei a produzir cartões que eu pintava e inseria textos e poesias que eu mesmo criava. Aos 25, resolvi fazer um curso técnico de Desenho e Expressão Plástica já que não tive condições de ingressar numa faculdade que me proporcionasse experiências mais ricas. Durante esse processo, passei a participar de algumas mostras, concursos e expor mais os meus trabalhos(principalmente os quadros). Trabalhava de balconista em uma farmácia de Medicamentos Antroposóficos onde tive contato com a Pedagogia Waldorf e acabei recebendo influencias da Terapia Artística Antroposofica que utiliza cores sutis em aquarela e expressa energias e movimentos através da cores.
Após terminar o curso que fiz no SENAC, aos poucos fui descobrindo e explorando outros materiais como: jornais, revistas, tetra pack, etc., até que me deparei com as garrafas pet que em 2005 já encontrava-se em qualquer lugar. Nessa época, havia acabado de me engajar na área social e com o trabalho da ONG Mensageiros da Esperança da qual sou coordenador até hoje. Passei a explorar diversas técnicas e em quase todos os eventos em que a ONG participava, passamos a expor os produtos que confeccionávamos. Em 2006 passamos a decorar um evento com frequência anual envolvendo 15 entidades: A Festa das Nações que acontecia dentro do Palmeiras, onde passei a fazer a curadoria da decoração. Nessa época exploramos desde chapas de Raio X a tampinhas de garrafas iniciando um trabalho de educação ambiental através das decorações e cenografias. À partir daí a cada ano surgiam novos desafios: Em 2007 decoramos 7 quadras da rua Sta Ifigênia em São Paulo; em 2010, através da parceria que a ONG firmou com a Coca Cola, decoramos o palco do Memorial da America Latina, HSBC Brasil, stands na Expo Center Norte entre outros, porém o que a cada ano passou a ficar mais marcado desde 2006 foram as Árvores e enfeites de Natal que hoje são o nosso maior legado e contribuem não só com um processo de geração de renda como também nos ajuda a trazer recurso e capital para empresa da qual sou fundador.

Postura Urbana: Como é seu processo criativo?
Renato Gomes – Diria que que eu tenho uma certa facilidade pra criar e essa é uma das partes que eu mais amo fazer. Sempre que vejo algum tipo de garrafa ou qualquer outra matéria prima ou material reciclável, procuro imaginar no que aquilo pode ser transformado ou que outras utilidades e funcionalidades pode ter. Gosto sempre de rascunhar as ideias a lápis, depois ir pra execução e depois do objeto pronto, vou explorando maneiras de aperfeiçoá-lo deixando-o funcional e ao mesmo tempo com uma estética agradável. Nesse caso, por se tratar do meu trabalho, o processo acaba acontecendo com mais frequência durante o dia mesmo. Já se tratando de pintar quadros, gosto mais de fazê-lo nas madrugadas ou quando o dia está quase amanhecendo, pois como sempre sinto que estou sendo inspirado por algo superior, preciso estar em um ambiente livre de ruídos e preferencialmente com uma música clássica rolando ao fundo que acaba me inspirando ainda mais.

Postura Urbana: Vc tem algum artista Inspiração?
Renato Gomes – Sim. Na verdade vários! Mas os principais são, Van Gogh, Monet e a Tarcila do Amaral. No que se refere ao eco-design também admiro muito os designers que usam a criatividade pra transformar e reutilizar materiais.

Postura Urbana: Atualmente está em alta o reaproveitamento de materiais,
em trabalhos de arte e design, vc acha que isso é modismo ou veio para ficar?
Renato Gomes – Infelizmente ainda existe uma gama de pessoas que se dizem ambientalistas, falam sobre meio ambiente e sustentabilidade mas não praticam de fato mas, venho percebendo ao longo dos anos uma certa evolução na mentalidade e consciência das pessoas em relação as questões ambientais e coleta seletiva. Vejo isso como positivo mas ao mesmo tempo ainda muito carente de crescimento pois as estatísticas mostram que o Brasil ainda perde pra muitos outros países em matéria de reciclagem e reaproveitamento de materiais.

Postura Urbana: Você tem preferência por algum tipo de material?
Renato Gomes – Hoje, no meu dia a dia meu maior contato é com as garrafas pet, que acabei aprendendo a gostar e explorar, mas o que eu mais amo fazer é pintar quadros pois além de me relaxar e me manter conectado com o Divino, me ajuda a transmitir “energias” através da cores e dos movimentos que adoro explorar nas obras que pinto.

Postura Urbana: Fale sobre a Criar e Criar Art Design.
Renato Gomes – A Criar e Criar é um negócio social que nasceu com um propósito: Causar Impactos ambientais e Sociais através da Criação de produtos e serviços (Decorações e Cenografias). Atualmente procuramos atender a demandas de alto impacto, onde sensibilizamos os expectadores com as nossas criações e com isso passamos a despertar consciência ambiental e social. Hoje, um dos nossos principais desafios, é tentar medir o impacto causado pelo nosso trabalho já que os mesmos sempre ficam expostos em locais de grande circulação. Além disso também procuramos atingir um público que ainda preza por um artesanato bem feito e/ou tem mais facilidade de despertar a consciência ambiental visualizando pequenos objetos que neste caso expomos em feiras e eventos. Em geral essas pessoas tem um pouco mais de idade enquanto no caso das decorações e design de interiores estão ligadas a pessoas mais jovens e que buscam a inovação e a sustentabilidade.
Durante a sua trajetória iniciada em 2007 a Criar e Criar já processou mais de 400.000(quatrocentas mil) garrafas pet a principal matéria prima utilizada. “Nossa meta é em 2016 atingirmos Um Milhão de garrafas processadas e destinadas corretamente”.
MISSÃO DA CRIAR: “Causar impactos sociais e ambientais positivos fomentando a geração de renda através da reciclagem e reaproveitamento dos resíduos sólidos de forma inovadora e criativa”
VISÃO DA CRIAR: Ser referência em produção e criação de cenografias e objetos decorativos sustentáveis através de seus produtos e serviços.
VALORES:
Amor pelo processo criativo e transformação dos materiais recicláveis;
Amor pelo ser humano e meio ambiente;
Ética;
Responsabilidade social;
Transparência;
Trabalho em equipe focado na satisfação dos clientes;
Prazer em replicar conhecimentos;

Postura Urbana: Quando recebe o briefing de um cliente como se desenrola o processo de criação?
Renato Gomes – Em geral a primeira coisa que fazermos é explorar minuciosamente o projeto a ser executado e verificar se temos condições de atender aquela demanda. Feito isso passamos a fazer um levantamento de custos para a aprovação do cliente e após aprovado, partimos para a execução, tentando sempre ser o mais fiel possível ao que está sendo solicitado no briefing.

Postura Urbana: A junção de arte com enfoque social ainda tem pouco apoio financeiro por parte do governo e de instituições privadas, vc acha que isso se deve ao quê?
Renato Gomes – Ao mesmo tempo que essa é uma questão difícil de se responder, também pode ser que não seja difícil identificar os porquês. Apesar de tudo que tem estourado na mídia(crises mundiais, corrupção, etc), a cada ano percebemos uma gama maior de empresas apostando em ações sustentáveis e de fomento a coleta seletiva. Parte desses resultados se deve a Politica Nacional de Resíduos Sólidos a qual muitas empresas estão tendo que se adaptar a fim de não serem multadas pelos órgãos fiscalizadores.
Já com relação ao governo, acredito que ainda há muito a se explorar, pois assim como existe desvio de dinheiro da educação, saúde, etc, sem dúvida alguma também há desvio no que se refere a incentivos para arte e o eco-design.

Postura Urbana: Ter a esposa como parceira é mais tranquilo ou tem mais pressão? (Renato é casado com Veronica Machado, empreendedora social a frente da ONG Mensageiros da Esperança, Veronica foi nossa entrevista no mês de abril desse ano)
Renato Gomes – Nossos trabalhos se complementam e tê-la como parceira e sempre muito bom. Isso não significa que não temos diferenças, mas sabendo dosar bem as ações e respeitarmos os limites do outro, sempre somos mais fortes quando agimos em conjunto. Sou muito grato por trabalhar ao lado dela, pois sabendo que ela tem como característica um nível de exigência mais alto, também sei que a cada experiencia acabo crescendo muito não só como pessoa mas também como profissional.

Postura Urbana: como você vê a atual cena de arte contemporânea?
Renato Gomes – Estamos em uma era em que temos milhares de recursos a nossa disposição. Isso nos permite explorarmos de forma mais rica tudo a nossa volta. O processo evolutivo da sociedade, o alto consumo, as tecnologias e mídias sociais, tudo isso tem influenciado o cenário da arte moderna e contemporânea e cabe a nós artistas a responsabilidade de pensar o que de bom queremos despertar nos expectadores com a nossa arte, pois cada linguagem pode atingir um público em específico e o que mais percebo estarem carentes são os jovens da nossa atual sociedade.

Postura Urbana: Que conselho daria para quem quer segui carreira nas artes
plásticas?
Renato Gomes – Estude! Explore! Compartilhe! Mas acima de tudo Vivencie!

Trabalhos Realizados pela criar e trabalhos solo de Renato Gomes:

                 
Renato 3 Renato 4 Renato 5 Renato 6 Renato 7 Renato 8 Renato 9 Renato 10 Renato 11 Renato 12 Renato 13
Renato
Renato, sucesso e Parabéns pelo trabalho realizado, o Postura Urbana agradece a entrevista.
Por: JGA
Anúncios

Um comentário em “Renato Gomes e o Amor a ARTE!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s