Publicado em Tag -Entrevistas

Telma Scudeler! Moda, Costura, Empreendedorismo…

Telma Scudeler – Confeccionista
Cidade: Sorocaba -SP
Conheci a Telma em um curso de confecção de bolsas no Senai Ipiranga( bairro aqui de Sampa), isso foi em 2012, moça de sorriso fácil, logo nos aproximamos e tivemos empatia, descobri sua paixão por gatos, ela descobriu o minha paixão por bichos em geral, assim como eu, ela também é sagitariana e não leva desaforo pra casa, daí surgiu uma amizade que perdura té hoje, conheça um pouco da história dela a seguir:
Postura Urbana: Você vem de outra área, como começou a confeccionar bolsas?
Telma Scudeler – Em 2007 quando sai do mercado de trabalho, após longos anos trabalhando nas áreas financeira, comercial e marketing em multi-nacionais e empresas de grande porte no varejo brasileiro; eu sempre amei comprar roupas,  bolsas, sapatos, perfumaria, etc…. coisas que mulheres adoram. E pensava:  “gostaria de confeccionar bolsas”. E pensava: como assim? Se eu nem sei pregar um botão. Foi uma longa jornada, até chegar aqui.
Postura Urbana: Você sempre gostou de moda?
Telma Scudeler – Sim. Sempre gostei de moda, mas nunca segui a moda. Sempre uso peças que me deixam confortável e elegante ao mesmo tempo. É claro que cada ocasião exige um visual adequado. Gosto de usar todos os estilos. Gosto de cores, jeans, vestidos, peças retrô e vintage. Acredito que cada pessoa faz a sua moda. Se você se sente bem como está vestida, é o que importa.
Postura Urbana: Como é seu processo de criação?
Telma Scudeler – No começo não havia “processo de criação”. Eu desmontava peças e refazia, somente para aprendizado. Meu processo de criação começou a existir, após cursos técnicos presenciais e online, onde você começa a adquirir bagagem e começa a definir que linha quer seguir. Hoje eu crio minhas peças baseadas em inspirações. Foco em um tema e minha cabeça começa a viajar. Pode ser um país, coleção de perfumes, um passeio, bolinhas de gude, ecologia… e  por ai vai.

Postura Urbana: Qual a maior dificuldade em manter um negócio próprio?

Telma Scudeler – Hoje só se fala em carga tributária e isso pesa muito. Meu negócio é pequeno e formalizado, então, optei pelo SIMPLES NACIONAL. Meu negócio está dentro do que o governo exige. Pago um único imposto mensal com valor baixo, mas quero crescer, e crescer exige um upgrade também nos impostos.

Postura Urbana: Quando não está trabalhando o que gosta de fazer?

Telma Scudeler – Adoro cozinhar (minha segunda paixão). Amo fazer pães, doces, bolos. É um prazer muito grande quando estou em uma cozinha. Depois de tudo, você reúne a família, amigos e com uma mesa bem farta não há quem resista…kkk… Adoro sair para tomar café com as amigas, cinema, coisas que fazemos cotidianamente.  A compulsão por compras, ficou no passado.

Postura Urbana: Qual seu conselho para quem quer começar a confeccionar bolsas?

Telma Scudeler – Se esse é o seu sonho, vá em frente e não desista. MUUUUUUUUiiiiitttooooosssss obstáculos aparecerão e você será testada por todos eles para saber até onde chega sua força de vontade.  Não conte com a SORTE. Ela quase nunca aparece. Fazer bolsa é um ofício que exige muito capricho e fazer uma peça bem feita, requer muito tempo e paciência. Como uma pessoa exigente que sou com meu trabalho, minhas peças devem estar impecáveis.  Procure cursos profissionalizantes no Brasil ou exterior. Como no começo tudo é difícil para quem não tem experiência, comece com tutoriais espalhados pela internet. Tem muitos modelos bem fáceis de fazer. Frequente feiras e eventos da área como Couro Modas, Francal, entre outras. Afinal, o mercado pede novidades.

Postura Urbana: O que vale a pena e o que deve ser descartado?

Telma Scudeler – Vale a pena investir em você. Faça cursos técnicos profissionalizantes, leia muito sobre o assunto, fique ligado no que o mercado exige. Lá atrás, no comecinho eu pensava: vou gastar dinheiro com cursos caros. Isso se faz necessário, afinal, não é gastar dinheiro como eu pensava e sim, investir em você e conhecimentos. Até aqui tudo valeu a pena, até os meus tombos e erros, porque errei muito por não ter experiencia no começo. Tudo faz parte do aprendizado, pois, acertos e erros são combinações perfeitas para o crescimento e sucesso, tanto pessoal como profissional. O que não te agrega em nada, deve ser descartado.

Postura Urbana: Como Telma Scudeler se autodefine?

Telma Scudeler – Me defino como uma pessoa insistente, persistente e lutadora. Se não tivesse confiança e vontade, nada teria acontecido.  Também me considero muito criativa, aliás, isso vai melhorando com o tempo.

 

Telma é muito talentosa e caprichosa, confiram suas criações:

IMG-20180919-WA0027

 

02

IMG-20180919-WA0022

 

IMG-20180919-WA0029

03

IMG-20180919-WA0028

IMG-20180919-WA0021

04

IMG-20180919-WA0026

Imagens: Arquivo Pessoal

Encomendas e Aulas –  Sigam no Instagram @cantaloabolsas

 

o Postura Urbana agradece a entrevista Tel, SUCESSO!!!

Por JGA

 

Anúncios

Autor:

Sagitariana que sempre vai na contramão. Minhas paixões: Bichos( tenho 5 amores), Plantas e a Natureza de uma forma geral. Curto batata frita, cerveja gelada, Rock'n'roll. Tomo Toddy diariamente, é meu elixir. Culinária é meu hobby e eu mando bem, minha especialidade são as massas. Amo toda manifestação de arte( Leitura, Teatro, Cinema, Música, Artes Plásticas). Gosto de assuntos variados, de política a futebol, de filosofia a ciências. A palavra LIBERDADE me define. Sou um mix de sentimentos, sorrisos e lágrimas, amor e raiva, tudo em mim transborda e é intenso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s