Publicado em ATITUDE

A vida é um eterno saber esperar.

ansiedade-3

Paciência é acalento. Benditos os que são pacientes. Não sofrem, perseveram.Já os ansiosos como eu, sofrem, contam os minutos, as horas, os dias, é difícil ter de esperar  por uma resposta, tanto para o positivo, quanto para o negativo, a espera é uma tortura.
Se a ansiedade passar dos limites do frio na barriga e do contar do tempo, não hesite, procure ajuda profissional, há casos em que é preciso intervenção de medicamentos.
Eu optei por terapia, até porque me serve de exercício de autoconhecimento. Passei por uma situação pessoal nesse ano, onde fiquei com os nervos a flor da pele, não me alimentava, não dormia direito, acordava suando frio, relembrando o trauma sofrido, foram 176 dias angustiantes, os primeiros 60 dias insuportáveis, mas na semana do natal, acabou meu sofrimento.

Atente-se caso apresente alguns dos seguintes sintomas:
1- Preocupação Excessiva -Significa ter pensamentos ansiosos persistentes em quase todos os dias da semana, por seis meses. E a ansiedade tem que ser tão forte, a ponto de interferir no seu dia-a-dia e estar acompanhada de sintomas notáveis, como fatiga.
2- Problemas de sono – Dorme muito dorme pouco ou tem um sono conturbardo, Segundo algumas estimativas, Metade de todas as pessoas com transtorno da ansiedade generalizada experimentam problemas com sono.
3- Medos Irracionais – Alguns casos de ansiedade não são generalizados, pelo contrário, estão ligados à alguma situação ou coisa, como voar, animais ou multidões. Se o medo se torna opressivo, disruptivo e muito fora de proporção do real risco envolvido, então é um sinal de fobia.
4- Tensão muscular – A tensão muscular quase constante, quer se trate de apertar sua mandíbula, tensionando os punhos, ou flexionando os músculos por todo o corpo, muitas vezes acompanha os transtornos de ansiedade.
5- Indigestão crônica – A ansiedade pode começar na mente, mas muitas vezes se manifesta no corpo através de sintomas físicos, como problemas digestivos crônicos. Síndrome do intestino irritável (IBS). O intestino é muito sensível ao estresse psicológico.
6- Medo de falar em público – A maioria das pessoas sentem pelo menos um frio na barriga antes de abordar um grupo de pessoas ou estar no centro das atenções. Mas se o medo é tão forte que nenhuma quantidade de treinamento ou prática vai aliviá-lo, ou se você gasta muito tempo pensando e se preocupando com isso, você pode ter uma forma de transtorno de ansiedade social.
7- Pânico – Ataques de pânico podem ser assustadores. Imagine uma sensação repentina de medo extremo que pode durar vários minutos, acompanhados por sintomas físicos assustadores como aperto na garganta e peito, coração acelerado, mãos frias, tontura e fraqueza, dores no estômago e no peito.
8- Flashbacks – Reviver um evento traumático – um assalto, morte repentina de um ente querido – é uma marca do transtorno do estresse pós-traumático, que compartilha algumas características do transtorno da ansiedade.
9- Perfeccionismo – A mentalidade obsessiva conhecida como perfeccionismo “anda de mãos dadas com transtornos de ansiedade”, diz Winston. “Se você está constantemente a julgar a si mesmo ou você tem um monte de ansiedade antecipatória de cometer erros ou aquém de suas normas, então você provavelmente tem um transtorno de ansiedade.”
10- Comportamento compulsivo – Para ser diagnosticado com transtorno obsessivo-compulsivo, os pensamentos obsessivos e intrusivos de uma pessoa devem ser acompanhados de comportamento compulsivo, seja mental (dizendo-se: Vai dar tudo certo repetidamente) ou física (lavar as mãos, endireitando itens, etc).

(http://autoajudaemfoco.com.br/estresse-ansiedade/11-sinais-que-voce-pode-ter-transtorno-de-ansiedade)

Imagens: Google Imagens

Por: JGA

Publicado em ATITUDE

Adoção

Imagem

Essas lindas gatinhas há puco tempo sofreram a perda de seus companheiros em um ataque covarde no Barra Gato, abrigo de gatos da ONG UAI, seus amiguinhos tiveram um fim trágico, mas Ana e Júlia sobreviveram e estão prontinhas para adoção.

Elas tem 10 meses, estão vacinadas e castradas.

Quem tiver interesse entrar em contato com Gloria Araripe

(31)8941-5333 ou gloria.gatouai@yahoo.com.br
BH/MG

Estou na torcida para que encontrem um lar.

Imagens:Arquivo Pessoal

Por: JGA

Publicado em ATITUDE

MANIFESTAÇÃO – VALE A PENA?

Imagem

Em São Paulo e em outras capitais tem sido frequentes manifestações contra o aumento da passagem do transporte nos últimos dias. Falando de São paulo pois vivo aqui, posso dizer o seguinte, se o o POVO se cala o governo deita e rola e se o POVO se manifesta o governo deita e rola do mesmo jeito, somos oprimidos pelo sistema, e a capa de DEMOCRACIA é só fachada.

O governo  quer é que o circo pegue fogo, os governantes não usam transporte público e estão se lixando p/ a população, semana passada eu vivenciei parte do protesto e tive a impressão que muitos manifestantes queriam baderna sim, foi horrível ver o fogo na saída da AV. 23 de maio no viaduto Anhangabaú, concordo em não nos calarmos, mas é preciso ter cuidado, muitas pessoas se amedrontam só de ver uma multidão, daí a confusão se arma, a polícia chega, muita gente recua, muita gente vai p/ o front de batalha com o choque e vira um caos, e os governantes? Ah, eles estão CAGANDO pra nós, é isso. Lamentável!!

Muitas pessoas feridas de ambos os lados, manifestantes e policiais e muitos jornalistas que estavam trabalhando também se feriram e o GOVERNO assistindo tudo de camarote. Espero que esse BARULHO sirva para alguma coisa.

manifestação 2

Publicado em ATITUDE

Juliana Martoni – Protetora Pet

Juliana  reside em Santo André – SP e faz um trabalho bem bacana com a elaboração, divulgação e venda de Rifas em prol de causas animais.

Imagem

Postura Urbana: Como vc começou seu trabalho de divulgaçaõ para ajuda dos animais?

Juliana Martoni: Eu sempre amei animais, eu cresci com animais ( gatos, cachorros , passarinhos) , a base veio da minha família que também ama animais..depois que eu resgatei a minha primeira gata das ruas , a CAT eu fiquei pensando como eu poderia ajudar esses animais, a crueldade está aumentando cade vez mais, foi ai que fiz um perfil no face só para divulgação de adoção, doações, castrações…tudo referente aos animais.

Postura Urbana:  Quantos bichos vc tem?

Juliana Martoni: Agora estou com 9 – Meninas: Cat, Anny, Yanka, Ramona (caçula) Meninos: Hope, Ozzy, Brian, Bruce , Angus ..e tenho uma estrelinha: Pery

Postura Urbana:  Qual a maior dificuldade encontra no seu trabalho?

Juliana Martoni: Por incrível, minha maior dificuldade é o ser humano ..a falta de honestidade e transparência no meio de protetores está demais..cada dia tem mais pessoas usando os animais para arrecadar dinheiro para si mesmo…Protetor agora é profissão e para fazer um resgate hoje tem pessoas cobrando mais de R$50,00, só para pegar o animal…ABSURDO COMO TUDO NESSE PAÍS.

Postura Urbana: É muito complicado organizar as vendas das rifas?

Juliana Martoni: Eu falo para todos: Não tem segredo nenhum, só fazer com amor e paciência…infelizmente por causa da desonestidade de muitos quem é honesto está pagando por isso, eu quando abro uma rifa para ajudar um animal eu acompanho o caso todo. Exijo notas fiscais , fotos do animal, o motivo da rifa e para onde vai o dinheiro..acredito que as pessoas que ajudam precisam saber sim aonde está indo parar o dinheiro delas..

Muitos dizem: Ahhhhh, mas é uma troca pq tem um prêmio , como uma loteria…o dia que alguém falar isso, NÃO COMPRE A RIFA..GENTE SAFADA

Postura Urbana: Qual a maior gratificação do seu trabalho?

Juliana Martoni: Ver o animal recuperado (caso tenha sido maltratado) e doado para uma família que vá cuidar e amá-lo é a recompensa maior..tenho orgulho de dizer que no meio dessa bagunça que está o mundo eu já salvei várias vidas.

Uma História com Final Feliz: Paul foi maltratado e espancado, sua coluna cervical sofreu danos, fazendo-o perder a capacidade de urinar e defecar.

Foi feita a Rifa para arrecadação de verba e depois de um tempo, recebia a seguinte notícia: Nosso amado Paul está muito bem e finalmente passou pela castração. “Suas fezes estão bem mais controladas”, informa o veterinário, Dr. Silvio Molina. “Com relação à bexiga, ele tem conseguido eliminar realmente com um pouco mais de facilidade, e agora estamos reduzindo gradativamente a medicação e frequência das massagens”, ele explica. Vamos aguardar, mas parece que a vontade de viver do nosso gatão está sendo muito maior que a maldade humana.

Tem recompensa melhor?

Realmente Ju, ver a recuperação de um bichinho, Não Tem Preço! O Postura Urbana agradece sua entrevista e parabeniza seu trabalho!!!

Imagem

Imagem

ImagemImagem